Tá tranquilo, tá favorável

Não, eu não vou colocar a “letra poética” do Mc Bin Laden aqui.Apenas uma reflexão, a partir destas 4 palavras. Nossa vida segue um fluxo natural. E a ideia é que isso resulte na felicidade.

Muito me admira algumas (muitas) pessoas associarem tamanha felicidade ao fato de se estar sozinho ou acompanhado. Sim, é isso mesmo.Tem gente que precisa de um outro para “sobreviver”. É como se sozinha não conseguisse sequer respirar.

De alguma maneira imatura, um dia cheguei (no passado, grazadeus) a agir dessa forma. Colocando alguém num pedestal que muitas das vezes nem era digno de estar. Não mesmo!

É aquele momento que a carência te domina, de tal forma que parece incontrolável. Você não quer ele, você quer alguém, não importa quem. E aí começam as burradas.

Aqueles 5 minutos de conversa parecem mostrar que você não vai conseguir viver mais sem a presença dele. O que não é verdade. É apenas seu corpo, sua TPM, seu cérebro ou seus hormônios, ou tudo isso junto, pedindo por algo que está ausente no momento.

Aí que entra a maturidade. Em saber que, sim, tá tranquilo e tá favorável a forma como está. O ditado é velho mas se mantém moderno: Antes só, que mal acompanhado.

É preciso reconhecer e se reconhecer como alguém importante e altamente essencial, primeiro sozinho, e depois com os outros. O que falam de mim? O que pensam de mim? Isso é apenas um detalhe, e que não altera caráter.

A partir do momento que não há interferência na vida dos outros, o que você é ou faz, desrespeito exclusivamente a você. Mais ninguém. MAIS NINGUÉM. (Até o momento que você resolve virar blogueira and youtuber hahaha, zuera).

Realmente fiquei pensando no título, depois que por brincadeira, ele me foi sugerido. E no final é verdade.

O controle da vida, todas as suas decisões, e principalmente as suas mudanças, tem que estar todas tranquilas e favoráveis aos seus príncípios!

Jamais coloque esse estado de espírito sob responsabilidade de outras pessoas. Expectativas podem não ser atendidas e pessoas decepcionadas. Apenas deixe seguir…

Deixe seu comentário.

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *