Quero ser a luz na sua escuridão.

O diferente sempre nos fascina. São os que chamam a nossa atenção, afinal, porque olhar ao que nos é igual? Que graça há? Nenhuma. Quero vibrar as diferenças, comemorar as poucas congruências.  E partilhar tudo isso em teu sorriso. 

Aquele sorriso fechado, com poucos dentes a mostra. Porém sincero. Aquela felicidade instantânea e completamente inesperada que toma todo o aposento. Só temos nós ali. Pra que mentir? Ou fugir? Não precisa. Estamos entregues. Você me mostra ausência de luz em seu coração, e por sua vez eu quero te mostrar o sol.

Ele não queima. Ele te aquece, te ilumina, te enaltece. Te quero aqui, fica? Quero adentrar essa tua vontade de estar só. Ninguém é feliz só. Eu não sou feliz só. Por um instante até achei que pudesse ser. Mas o tempo mostrou de forma diferente. Ventos confusos passam. Desordenam pensamentos. Bagunçam as estruturas e nos mudam de lugar.

Onde você está? Você expulsou o sol. O tirou daqui e agora não temos como enxergar. Só sentir.

Deixe seu comentário.

comentários

Uma resposta para “Quero ser a luz na sua escuridão.”

  1. Nossa que profundo. De repente era disso que eu precisava pra levantar e ir atrás do sol. Pois ele brilha todo dia, mas se a gente não abrir o olhos pra enxergar ou mesmo de olhos fechados sentir, mas a gente mesmo se proibe. Vamos que vamos. Obrigada pelo texto na hora e momento certo. Beijos de luz e paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *