É fase, vai passar.

Por mais óbvio que isso possa parecer, nem todo mundo encara dessa forma. Sejam elas boas ou ruins, sempre serão fases. A única coisa que não muda e não passa nessa vida é o seu caráter. De resto, vão-se os anéis e ficam os dedos. No ditado popular, a fase é justamente o anel que trocamos ao longo da vida. Por vezes mais brilhante, ou mais discreto, mais fino, mais grosso, ou simplesmente guardamos para usar depois.

Se a fase é boa, agarre-se a ela de todas as formas e viva intensamente cada instante. Você pode se arrepender se for cauteloso demais. É sempre melhor nos arrependermos do que fizemos do que deixarmos de fazer e não descobrimos o que viria após. O mundo já é tão cruel, se alguma coisa te faz bem, te proporciona bons fluidos, aproveite até que não possa mais. Vai por mim, você não vai se arrepender por isso.

Se a fase é ruim, inspira, respira e não pira. Entendeu? Senão respira de novo! São esses momentos que irão construir seu futuro  “eu”.  Até porque uma vida só de rosas perderia todo o seu glamour. Cadê a adrenalina? Cadê o frio da barriga? Cadê o perigo? São as dúvidas e os problemas que movem o mundo. Não as soluções. Pense nisso.

No mais, só nos resta viver intensamente o que cada fase nos dá. Sei que já passei por muitas e de diferentes tipos. Posso dizer que suguei delas o máximo que devia e até o que não devia. Mas to aqui, viva, feliz, e tendo histórias pra contar. Que chato a vida seria sem histórias.

E você o que me diz? Vai ficar aí parado vendo a vida correr? Não espere muito pra se mexer porque o tempo não espera, não para. Cazuza já dizia. Faça sua parte. Go go go!

Deixe seu comentário.

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *