As coisas boas da vida

Sim, eu sei o que você está pensando. Porque raios alguém que está próxima de completar 25 anos ainda, acha que tem o que dizer sobre as coisas boas da vida? Te manca né viada?!

Pois é. Muito se engana você. Não preciso ter , 50 nem 60 anos para saber um pouco das coisas boas que a vida nos reserva, ou melhor, nos dá chance de aproveitar. E tenho certeza que muitas delas ainda vou descobrir pelo caminho. Mas por hora, já deu pra ter um bom gostinho do que vem por aí.

Todo mundo quer dinheiro, glamour, reconhecimento e  sucesso. Claro. Aqueles “pequenos grandes detalhes” que preenchem a vida e nos fazem nos sentirmos, de fato, completos. É ego. Pura e simplesmente isso. (Essa parte eu aprendi com uma amiga, bem mais evoluída que eu).

Mas, cá entre nós, já reparou no quão maravilhoso um abraço sincero é? Eu ficaria horas nele! Ou uma conversa que seja recheada de risos sinceros por se contar histórias da infância? Congelaria esse sorriso para vê-lo sempre. Simplicidade. Essa é a palavra que define muitos dos bons momentos da vida. Da minha e da sua. Detalhes, por vezes pequenos, que acabam passando despercebidos, mas sempre cheios de boas energias.

Por exemplo, aquele café quentinho no dia frio embaixo do edredom. Se for chocolate quente então. Ganhou meu coração.  Alerta chocólatra! É gente. Sei que desejamos tantas coisas. Cada um com desejos profundos, sentimentais ou materiais. Cada um com seus devidos problemas, com suas dificuldades, mas por fim, todos com a chance de se dar uma chance de ser feliz. Não só uma mas duas, três, quatro… sempre dentro de toda simplicidade.

Simplicidade essa, rodeada de encantos, com toque sutil. Sem exageros ou gritaria. Afinal, queremos apenas paz.

Eu realmente acredito que a felicidade está atrelada a isso. A essa paz de espírito. Ao bem querer mental e todo seu cultivo. Não é fácil, e isso eu digo com toda certeza. Mas todos somos capazes. Lembre daquele sorriso, daquela canção, daquele carinho…

Eles vão te levar pra lugares que você sequer imagina. Chegou? Então fica!

Deixe seu comentário.

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *