Agora já era. Você a perdeu.

Quando ela estava lá, você era ausente. Depois de tanto tempo, quando ela esta bem e feliz, você reaparece. Simplesmente porque “está com saudades”.
Saudades da trouxa que um dia se apaixonou.

Saudades da mulher que um dia te amou.

Saudades daquela que fazia muito por você e não era valorizada.

Saudades daquela que cuidou de você enquanto estava doente.

Saudades daquela que torcia a cada vitória sua.

Saudades daquela que comemorava todos os seus gols na pelada.

Saudades daquela que sentia um ciúme bobo e sadio por gostar demais.
Uma pena que aquela, que você agora sente falta, não existe mais. Ela pegou o papel de trouxa e fez origami, e nele escreveu o telefone para entregar ao carinha gato à direita no bar.

Ela, ela mesma, que agora sabe o valor que tem, que está decidida a  viver intensamente cada momento e apenas com quem a mereça. Você não a merece mais. Na verdade nunca a mereceu. Ela só percebeu isso um pouco tarde. Mas nunca é tarde para abrir os olhos.

Tudo passa. Até todo aquele amor, que de tão machucado, se desfez. Simplesmente aceite. E não reapareça. Nunca mais.

Porque errar só é permitido uma vez.
Respeite a decisão dela. Só ela sabe a quem entregar seu coração. Você o teve por muito tempo, e o deixou na estante com poeira e teias de aranha. Agora já era, perdeu playboy!

(texto repostado – 19/07/2016)

Deixe seu comentário.

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *